SUA PASSAGEMPARA O MUNDO

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

QUER RECEBER NOSSAS NEWS?

Menu

Canadá

Tem neve e tem praia, tem Inglês e Francês, moradores hospitaleiros e paisagens de cinema

19/04/2017

Segundo maior país do mundo – e com 36 milhões de habitantes, pouco para suas dimensões –, o Canadá traz a diversidade em seu DNA: teve origem indígena, foi colonizado por franceses e britânicos e, desde a independência, encontrou também nos imigrantes a força que o levou a se transformar em uma das nações mais ricas do mundo.

Toronto, por exemplo, vale como uma minivolta ao mundo: tem bairro português, chinês, coreano, grego, indiano, italiano... Uma das vantagens desse caldeirão de nacionalidades existente no Canadá é que ninguém precisa ter medo de escorregar no idioma ao falar com algum morador local: há tolerância e boa vontade com quem deseja se comunicar.

O imenso território, que só perde em tamanho para a Rússia, estende-se desde a fronteira com os Estados Unidos (é a maior fronteira terrestre do mundo, aliás) até dissolver-se nos arquipélagos do norte, já no Ártico. E, assim como os EUA, tem duas costas de perfis bem diferentes às margens dos oceanos Atlântico e Pacífico.

Vancouver, na costa oeste, é muito voltada para o mar: até seu parque principal, de um verde esplendoroso, tem praia. Na costa leste fica a cidade mais habitada, moderna e cosmopolita, Toronto, com sklyline marcado por gigantescos arranha-céus e a emblemática CN Tower. Os destinos franceses, em essência, são Montreal e Quebec. E a capital, Ottawa, é muito ativa culturalmente.

Conhecer a tradição inuíte, povo indígena que habita o Ártico há milhares de anos, também torna a experiência fascinante. Vem deles a sabedoria de como enfrentar as temperaturas geladas que tomam conta do Canadá durante o inverno – porque se o verão é bem agradável, com médias que chegam a 26ºC ou 27º e sol brilhando muitas vezes até as 22h, entre novembro e março o mais comum é encontrar termômetros abaixo de zero. Para quem adora o frio, esbaldar-se nas estações de esqui ou conhecer cidades subterrâneas, como o Path de Toronto e o Réso de Montreal, são experiências imperdíveis.

Fonte: CI